Blog

Análises Clínicas: Técnica de Esfregaço Sanguíneo

Se você pretende atuar como técnico em análises clínicas, uma das principais técnicas que utilizará é a técnica do esfregaço sanguíneo.

O esfregaço de sangue, também conhecido como distensão sanguínea ou ainda extensão sanguínea, é um teste realizado em hematologia para a contagem e a identificação de anormalidades nas células do sangue. O teste consiste na extensão de uma fina camada de sangue sobre uma lâmina de microscopia que, após corada, é analisada em microscópio.

Como é feito o esfregaço sanguíneo?

Apoiar a lâmina de microscopia, já com a identificação do paciente, sobre uma superfície limpa. Certificar-se de que a lâmina tem boa qualidade e não está suja ou possui vestígios de gordura, o que pode prejudicar o teste.

Colocar uma pequena gota de sangue próxima a uma das extremidades da lâmina.

 Com o auxílio de outra lâmina, colocar a gota de sangue em contato com sua borda. Para isso a lâmina extensora deve fazer um movimento para trás tocando a gota com o dorso em um ângulo 45°.

O sangue da gota irá se espalhar pela borda da lâmina extensora por capilaridade.

A lâmina deve então deslizar suave e uniformemente sobre a outra, em direção oposta a extremidade em que está a gota de sangue. O sangue será “puxado” pela lâmina.

Depois de completamente estendido, o sangue forma uma película sobre a lâmina de vidro.

Deve-se deixar que o esfregaço seque sem nenhuma interferência.

Se você quiser aprender mais a respeito, preparamos uma aula demonstrativa de esfregaço sanguíneo. Assista clicando aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat